Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fico Até Tarde Neste Mundo #8

por fernandodinis, em 20.04.15

Entende. A evolução dos corpos ocorre na noite. Não apenas a dormir, antes quando a audácia os leva a novos territórios, a progredir na escalada da própria assunção. Nem sempre o conseguem. São várias mãos a sair dos olhos, presas à básica essência de tocar. Uma mão nas costas; uma mão na nuca; uma mão na mão. Não um jogo de dados lançados num acaso de sorte, ou ainda, uma porventura teimosia em castigarmos o nosso querer. Entende. Nós somos os dados, e nunca as mãos. Nós somos a vitória ou a derrota e nunca o acto de jogar. Mas encenamos a permanente esperança de sucesso. O número certo. A aposta exacta. E quando diante de nós alguém nos lança os dados; se envia a si mesmo ao outro através do gesto, a noite atinge um novo patamar. É quando já nada podemos fazer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:13


2 comentários

Imagem de perfil

De Vasco a 22.04.2015 às 03:34

Curioso. Vejo um cenário de ficção científica, quase dantesco nessas mãos e nesses olhos. Mas a evolução não é um processo dialético?
Imagem de perfil

De fernandodinis a 22.04.2015 às 18:02

Sem dúvida que sim, Paulo.
Trata-se de um registo visual desse fenómeno.
Abraço.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D